O presidente da República, Michel Temer, anunciou que irá disponibilizar uma linha de crédito de R$30 bilhões para as micro e pequenas empresas (MPE). Serão linhas de empréstimos e financiamentos para uso em capital de giro, investimentos e compra de equipamentos. O objetivo do governo é recuperar a confiança da economia e fomentar o segmento.

Dos R$30 bilhões, R$20 bilhões serão disponibilizados pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil. O restante virá de bancos privados (Bradesco, Itaú e Santander).

“O acordado foi de todos darem as mãos para que a gente possa trazer para o microempresário uma notícia da existência de crédito para esse último trimestre”, afirmou José Ricardo Veiga, da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, em coletiva de imprensa após evento no Palácio do Planalto.

“É também o primeiro movimento depois de muito tempo de redução das taxas. Isso significa confiança na retomada da economia”, disse Veiga. Segundo ele, algumas taxas vão diminuir até 30%. “Ficamos felizes, pois os cinco maiores bancos do País estão conosco neste movimento porque acreditam que a micro e pequena empresa é a base da economia”, completou.

Capacitação e desburocratização

Além do aumento do crédito para o trimestre, as medidas anunciadas hoje possibilitam a melhoria no ambiente de negócio em outros dois eixos: capacitação e desburocratização.

Será lançado o programa Instituição Amiga do Empreendedor, em parceria com o Ministério da Educação e universidades públicas e privadas, que vai promover orientação na área de gestão de negócios e assistência técnica a potenciais empreendedores.

Outro projeto apresentado foi o Simples Exportação, que vai desburocratizar a operação de comércio internacional para MPEs, e estabelecer a figura do Operador Logístico, que será responsável pelos procedimentos operacionais da exportação.

“São empresas já estabelecidas que vão operar e vão abrir seus guichês para receber as mercadorias dessas MPEs. O projeto de exportação por meio de um operador, na ótica de um microempresário, é que seja tão simples quanto despachar uma encomenda do dia a dia”, explicou o secretário José Ricardo Veiga.

Fonte: Portal Planalto/ Startupi

– See more at:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>