fbpx

A preocupação com as questões ambientais e de sustentabilidade tem ganhado proporções cada vez mais significativas a medida em que observamos e somos impactados pelas consequências do descaso, poluição, desmatamento e irresponsabilidades com o meio ambiente e recursos naturais.

Muitos esforços têm sido empregados ao longo dos anos com o intuito de minimizar os impactos das ações humanas sobre o meio ambiente, principalmente no que se refere a educação e disseminação de informação. Sob essa perspectiva, as campanhas de conscientização têm desempenhado um papel fundamental para as mudanças comportamentais e consequente proteção e preservação ambiental. No Brasil, uma das principais e mais recentes campanhas oficializadas nesse sentido é o Junho Verde, instituída na Política Nacional de Educação Ambiental em 2022.

O Junho Verde tem como principal objetivo promover a sustentabilidade e a proteção do meio ambiente através de ações destinadas à conscientização quanto a importância da preservação ambiental, discussões de questões críticas e incentivo à adoção de práticas sustentáveis.

Todo esse movimento de conscientização, que no Brasil não advém somente do Junho Verde mas também de movimentos anteriores a ele e campanhas de abrangência global, tem facilitado o acesso a informação e causado mudanças significativas no comportamento social, incluindo mudanças no padrão de consumo em algumas classes de consumidores.

Cada vez mais consumidores tem aderido ao consumo consciente, optado por produtos e serviços ecologicamente corretos e exigindo que as empresas assumam um posicionamento ativo quanto suas responsabilidades ambientais e trabalhem para um futuro mais sustentável, adotando ações efetivas que visam a diminuição dos impactos de suas atividades, produtos e serviços sobre o meio ambiente.

Diante dessa nova demanda e do risco da perda de espaço no mercado, muitas organizações têm enfrentado uma série de desafios para se adequar às novas exigências. Como a pressão é constante e crescente, muitas empresas se veem perdidas nesse processo, não entendendo por onde começar e muitas vezes não conseguindo estabelecer um plano claro e coerente, com ações que impactem positivamente o meio ambiente e que estejam em equilíbrio com os objetivos organizacionais.

É nesse momento que a norma ISO/IEC 14001 entra no jogo. Essa norma, internacionalmente reconhecida, traz orientações e requisitos para a implementação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) e auxilia as organizações a dar o pontapé inicial em busca da sustentabilidade de seu negócio e atendimento às necessidades e exigências ambientais dessa nova realidade.

Através da ISO/IEC 14001 as empresas são capazes de planejar suas ações visando o estabelecimento de uma nova cultura organizacional, que tenha como um de seus pilares fundamentais a responsabilidade ambiental. Tal cultura engloba a tomada de ações como adoção de novas tecnologias que permitem a execução das atividades organizacionais com menor impacto ambiental, institucionalização de programas para descarte adequado de resíduos, reutilização de matéria-prima, utilização de energia limpa, redução nos padrões de consumo de água e energia e programas de conscientização para colaboradores e sociedade no geral.

A adoção de um Sistema de Gestão Ambiental permite também que as organizações tenham uma gestão mais eficiente de suas obrigatoriedades legais ambientais e consequentemente estejam em conformidade com leis e normativos relacionados ao tema, fato esse que contribui significativamente para sua imagem perante o mercado e a continuidade de seu negócio.

Dessa forma, a ISO 14001 e seu SGA se destaca como uma importante ferramenta para que as organizações demonstrem seu compromisso ético com a sociedade e contribuam efetivamente com a proteção e preservação do meio ambiente, focando seus esforços para o desenvolvimento de suas atividades de maneira sustentável e que possibilite a perenidade de sua empresa a longo prazo.

É importante destacar também que as preocupações com o meio ambiente têm se expandido para além da norma ISO 14001 de Sistema de Gestão Ambiental. Em 2024 a IAF (International Accreditation Forum) em conjunto com a ISO (International Organization for Standardization) publicou emendas que propuseram novas diretrizes e requisitos relacionados às mudanças climáticas para as normas de Sistemas de Gestão, apontando a necessidade de se analisar também a relevância e a influência da temática para a organização e partes interessadas mesmo sob a ótica de outros escopos não relacionados diretamente as questões ambientais como a norma de Sistema de Gestão da Segurança da Informação (ISO 27001), Sistema de Gestão de Serviços (ISO 20000-1) e Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9001), por exemplo.



A ASR é especialista na implementação de Sistemas de Gestão Ambiental e pode ajudar a sua empresa a iniciar essa nova jornada com a ISO 14001.


Fale com um de nossos especialistas
Tel/WhatsApp: (11) 99982 – 4118
e-mail: contatos@asrconsultoria.com.br


0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Podemos te ajudar?